Ter um blog está definitivamente na moda, nem que seja para escrevermos daquelas coisas que ninguém quer ouvir...bem!!... como eu não ligo muito a essas coisices de moda, devo estar mesmo com necessidade de dizer coisas parvas e que não interessam nem ao menino Jesus :D Vamos lá ver o que sai daqui.

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Existência Absurda


Já sentindo a falta de sentido para esta tal situação de estar à qual nomeiam existência. Perdida de esperar por uma resposta sobre a essência das coisas, da vida, da existência e do fim dela. 

Angustiada por saber que nunca encontrará um retorno às questões que lhe consomem o pensamento desde sempre. Mesmo assim, e embora fadigada, continua a mostrar esforço desmedido por se superar todos os dias, por responder às exigências mentais e físicas que a existência lhe determina. Mas com que propósito? O que será que a leva a continuar mesmo estando certa da sua finitude na terra?

Talvez seja o facto de equacionar algo após o fim, que a faz cumprir todos os dias, e contrariamente à sua real vontade, um leque de rotinas impostas pela sociedade em que vive.

E é certo que as vai continuar a cumprir mesmo não sabendo porquê, nem para quê, na esperança de que um dia, antes ou após o fim, o seu esforço se transforme em liberdade plena. 

Pandora Salvado

12/11/2015

sexta-feira, 27 de março de 2015

Amnesia

De que vale ter uma folha em branco e não saber em que entranhas encontrar a tal inspiração que um dia temi perder? Não flui uma única lembrança de como fazer o que antes foi inato, leve e sinsero. Já tentei respirar fundo, mas nem em eminente situação de colapso encontrei a tão desejada homeostasia (apenas ela) passível de enforcar de vez a amnesia que de mim se apoderou e repor a fluidez de ideias que procuro para voltar a escrever sem sofrimento. 

Pandora 2015

sábado, 17 de dezembro de 2011

Coisas Soltas ou por Agarrar

A Blogosfera é um local onde podemos ser lamechas à vontade

Ser Enfermeiro é aprender todos os dias qualquer coisinha com os outros

Sonhamos todos os dias com as coisas mais excêntricas que faríamos com o prémio do Euromilhões...mansões, carros de luxo, viagens infindáveis, coisas e mais coisas exorbitantes...

Não sei se seriamos muito mais felizes com todos esses luxos, mas é certo que ficamos contentes só de pensar como seria se um dia a sorte nos batesse á porta...

A maioria dos Homens ambiciona algo grandioso...de grande valor monetário (e eu não fujo á regra)...

No entanto para alguns, a entrega semanal do cupão do Euromilhões tem um propósito bem mais simples :

-  "Queria ganhar o Euromilhões para comprar Lápis de Cor", dizia-me no outro dia uma senhora...


Confesso que fiquei a pensar! Percebi que afinal o Homem pode ser feliz com coisas simples!


Pandora 2011 (ser Enfermeiro é aprender todos os dias qualquer coisinha com os outros)

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Poupar é a palavra de ordem

Os dias passam a correr e estamos novamente perto de uma época do ano onde normalmente os gastos são exorbitantes. A febre das prendas de Natal contagia qualquer um e quando damos por nós já gastamos um monte de dinheiro em presentes que muitas das vezes são totalmente desnecessários.
Este ano, como as finanças das famílias estão considerávelmente piores do que em anos anteriores, poupar é a palavra de ordem. Desta forma a minha família decidiu arranjar uma forma engraçada e mais barata de fazer a festa. Comida e bebida não podem faltar, é sem duvida o mais importante. Quanto ás prendas, resolvemos que cada um teria apenas um presente na árvore de Natal. Decidimos então fazer a brincadeira do amigo secreto, cada um tira um papelinho com o nome da pessoa a quem vai oferecer o presente e tem de manter segredo. Depois estipulamos o valor mínimo e máximo  a gastar em cada prenda, assim vamos conseguir poupar um monte de euros e estou certa que vai ser muito giro. 
.
Com muita alegria e amor será possivelmente um dos melhores e mais baratos Natais de sempre.
.
PS: Depois conto-vos como foi =D
.
Pandora 2011

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Envelhecimento Activo

Envelhecer faz parte da vida de todos nós  e embora ainda tenha tenra idade, a velhice é um assunto com o qual inevitavelmente convivo todos os dias, quer no trabalho, uma vez que trabalho na área da psicogeriatria, quer em casa pois alguns membros da minha família já apresentam idades consideráveis. Confesso que a gerontologia é uma área pela qual tenho bastante apreço e embora compreenda que as limitações físicas e mentais do idoso são algo certo e inevitável, também sei que um envelhecimento activo pode ser a chave para que a dita "3ª idade" não se transforma num enorme dilema.

Cada vez mais tento incentivar os meus avós a terem pelo menos uma ocupação que lhes confira algumas responsabilidades, que os obrigue a cumprir horários e que de certa forma os mantenha "jovens" e activos. Posso-vos dizer que por vezes não é fácil "tirá-los do buraco" mas é certo que os benefícios são enormes. 

Consegui inscrever a minha avó na ginástica, ela é uma senhora que a nível físico não tem grandes queixas, mas que do foro mental tem alguns lapsos de memória e cálculo e estava cada dia a isolar-se mais em casa. Esta simples actividade que permite que conviva com outras pessoas, que ria e que brinque, fê-la sem duvida rejuvenescer.

Ontem tive oportunidade de estar presente num "Simpósio do Envelhecimento" com um enforque especial para a área da gerontopsiquiatria, e fiquei a saber que em 2012 vamos celebrar o "Ano Europeu do Envelhecimento Activo e da Solidariedade entre Gerações". 

Parece-me uma óptima iniciativa da OMS numa época em que a esperança média de vida é cada vez maior, e onde os mais jovens  têm muitas das vezes dificuldade em conviver com os idosos.

Pandora 2011

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Ilha da Madeira

No coração do Oceano Atlântico, a Ilha da Madeira transborda Natureza...um cantinho cheio de vegetação, mar e uma cultura muito própria e diferente que me cativou...
 
Cabo Girão
Quanto á viagem de avião, confesso que é a pior parte, a aterragem é stressante...respirei fundo quando senti terra firme...

Tive a sorte de poder conhecer grande parte dos locais mais atractivos da ilha com a companhia de um cicerone Madeirense á altura, o que facilitou a agilização do tempo, pois só tinha 4 dias de férias que tinham de ser aproveitados ao máximo...


Santana




Santana - Vista para o Faial

Certamente voltarei a visitar a ilha nos próximos anos, pois apesar de não ser um destino de férias muito barato, vale muito a pena...O clima é fantástico, o ar é puro, a água do mar é agradável e tem cantinhos lindos que fascinam...

Fruta típica da região

PS: quando forem á madeira, tracem bem as vossas rotas diárias, visitem todos os cantinhos porque cada qual tem o seu encanto...se possível arranjem um amigo que conheça bem a ilha que vos acompanhe, pois a rede de transportes é fraca e é necessário andar sempre de carro ... conhecendo as estradas é bem mais simples...

Pandora 2011

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Olha o Robot

Olha o Robot nas portagens,

Olha o Robot nas caixas dos supermercados,

Olha o Robot nas Linhas de montagem das fábricas,
...

Poderia fazer uma lista infindável de frases idênticas. Estamos a ser substituídos por robots a olhos vistos.

A evolução tecnológica parece-me bem quando se pretende uma parceria da máquina com o homem, mas quando falamos em substitui-lo por completo é, diria mesmo, desumano.

Onde estão as pessoas que antes trabalhavam nas portagens ou nas caixas dos grandes supermercados? Possivelmente no desemprego.

Hoje tive oportunidade de assistir a uma palestra de uma empresa de robótica e automação e de entre os vários Robots que estão a desenvolver, fiquei um pouco chocada quando foi referido que se está a desenvolver um Robot-Enfermeiro e um Robot-Fisioterapeuta.

Desta forma estamos a tentar acabar com um sem número de profissões, empurrando ainda mais pessoas para o desemprego e para situações cada vez mais precárias.

Daqui em diante, ou somos todos engenheiros de automação ou morreremos à fome.

Pandora 2011

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Enfermeiros com mais competências nos Centros de Saúde


Parece que as competências dos enfermeiros de cuidados de saúde primários vão aumentar de modo a suprimir a falta de médicos de família...segundo consta passaremos a ter um papel mais activo nas áreas de saúde materna e obstetrícia e no controlo de doentes cónicos, passando a ser possível a prescrição de medicação e de exames complementares por parte do enfermeiro...
.
Não sou a favor nem contra esta medida...
Só quero colocar aqui uma questão? Esse aumento de competências reflectir-se-á no ordenado ou é mais uma acção de exploração da classe profissional?
.
Pandora 2011

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Midnight in Paris



No outro dia vi este filme e fiquei com uma vontade enorme de visitar Paris...confesso que nunca foi um local que me cativou mas desde então fiquei contagiada...será que foi a junção de romance e fantasia que mexeram comigo?

.
Pandora 2011

Hoje percebi que...



...Já não sei trabalhar sentada...estou de rastos!


segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Ai que Crise...

Crise, crise e mais crise...começo a ficar ligeiramente farta da situação precária em que vive Portugal, principalmente porque "estão mexendo no meu bolso".
.
Mas afinal quem é que está em crise?? Pelo que sei a crise não é das pessoas, é do estado que durante anos alimentou inúmeros políticos e seus amigos deixando-lhes a conta bancária rechochuda. Continuo sem perceber porque têm de ser as pessoas a pagar uma divida que não lhes pertence.
.
Actualmente o estado tem um papel irrelevante no país, apenas serve para retirar dinheiro aqueles que trabalham, não oferece saúde, não oferece educação, não oferece justiça, resumindo não oferece nada, apenas tira (upss afinal oferece subsídios de reintegração aos ciganos, já me esquecia desta)...eu quando for grande também quero ter uma empresa como o estado.
.
O que mais me indigna é que continuam a existir pessoas que acham que temos todos de ajudar...ajudar a quê pergunto eu?! Já pensei várias vezes no dinheiro que conseguiria poupar se não tivesse de fazer descontos, e cada vez mais me convenço que com esse dinheiro poderia ir todos os meses a hospitais privados, ir para o trabalho de táxi ou frequentar uma escola privada que ainda me sobrava dinheiro...certamente seria muito melhor servida, porque na verdade actualmente não existe um único serviço estatal que me convença (ou seja, o estado obriga-me a pagar por produtos e serviços que na realidade não existem, não funcionam, e que eu não uso, não gosto disso!)...
.
Ainda hoje a minha avó tentou marcar uma consulta de oftalmologia para realizar um exame especifico no SNS e disseram-lhe que só daqui a três anos, é ridículo.
.
Esta situação não tem de ser resolvida com os sacrifícios das pessoas, mas sim com a responsabilização dos políticos que toda a gente sabe que roubam milhões e milhões e aos quais nunca acontece nada.Vivemos em democracia (penso eu!) e não podemos deixar que esta escomallha se continue a esconder por de traz de leis elaboradas por eles próprios que os defendem de responder, tal como as outras pessoas, pelos erros gravíssimos que cometem...
.
O estado é uma empresas que faliu...
E o que é que eu tenho a ver com isso? Alguém me pode explicar?
.
Pandora 2011

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Peripécias em Londres

Em Maio de 2011 visitei Londres pela primeira vez, e como não poderia deixar de ser logo que tive oportunidade fui directa á TKTS em Leicester Square e comprei bilhete para ver um musical. De entre várias opções oferecidas, escolhi o clássico "Phantom of the Opera" que estava em exibição no "Her Majesty´s Theatre" pela 19 horas.

.
Da parte da manhã do dia do musical, eu e uma colega aproveitámos para visitar alguns dos museus gratuitos de Londres o que requer muitas horas de caminhada. Após o almoço como o cansaço já era muito, decidimos repousar um pouco no enorme relvado do Hyde Park onde acabámos por dormir uma valente sesta.

À hora do musical lá estávamos nós em frente ao teatro, quando nos deparamos com várias pessoas todas aperaltadas (com fatos e vestidos praticamente de gala)...olhámos uma para a outra e comentámos "para onde vão todas estas pessoas!?", nunca pensando que todas elas iam para o mesmo local que nós.

Por períodos ficamos envergonhadas, pois as nossas calças de ganga e t-shirt´s cheias de relva e formigas do Hyde Park destoavam com a elegância dos demais expectadores. Felizmente o segurança não impediu a nossa entrada, mas foi sem dúvida um momento constrangedor que ficará na memória...

Fica aqui um conselho : sempre que resolvam ir ver um musical Londrino, seja a que horas for, passem por casa, sacudam a relva e os insectos e ponham a vossa melhor roupa...

Pandora 2011

terça-feira, 19 de julho de 2011

Dúvidas existênciais 2

Por vezes perco-me em pensamentos...

Baralho ideias antigas...recuo e avanço enchendo-me de indecisões...

Faço escolhas e anulo-as...quando penso já estar certa a certeza dissipa-se...

De todas as decisões que já tomei, umas mais pensadas do que outras, estou convicta que nem sempre escolhi o caminho mais correcto, mas sei que optei sempre pelo que me fazia mais feliz...

Pandora 2011

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Separar residuos! Para quê e para quêm?

Quero aqui focar um tema que tem gerado alguma discussão nos últimos dias...

Em primeiro lugar, quero aplaudir o senhor/senhores que tiveram a brilhante e milionária ideia de manipular toda a população com os macaquinhos da reciclagem...diria mesmo que uma lavagem cerebral que demorou alguns anos a ser incutida mas que colocou grandes e pequenos a separar todo o lixo que produzem sem que se dêem conta que não passam de meros trabalhadores, não remunerados, que trabalham para os grandes milionários da reciclagem.

Todos os contentores de separação pertencem nem mais nem menos a empresas de recolha de resíduos, que ganham dinheiro com a venda do NOSSO lixo ( então e nós?!?!)...neste país existem n desempregados que poderiam ser remunerados para realizar esse serviço.

Apesar de eu não realizar separação de resíduos domésticos, compreendo que as pessoas o façam por uma questão de cidadania, porque querem um planeta mais limpo, porque acreditam que isso pode de certa forma melhorar a condição de vida das gerações futuras...parece-me um esforço minoritário enquanto os EUA e a China continuarem a poluir em massa...

Continuo a interrogar-me até que ponto isso nos beneficia ou se apenas aumenta a conta bancária dos senhores do dinheiro que usam e abusam da boa vontade do povo...

Já me chamaram de egoísta...não sei até que ponto o serei! Egoístas são esses senhores que vendem os nossos resíduos e que nem capazes são de deixar ás nossas portas um simples rolo de papel higiénico como forma de agradecimento...

(para que fique claro, eu não sou contra a reciclagem, até penso que é importante,cria muitos postos de trabalho e diminui o desgaste ambiental. No entanto, se existem empresas com fins lucrativos que se dedicam a esse serviço, eles que se encarreguem também do processo de separação...não me vejo na obrigação de ter de trabalhar para essas empresas quando na realidade eu não ganho nada com isso além de trabalho).

Pandora 2011

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Injecção de Stress

Que reboliço vai na cabeça desta gente que se apressa para chegar, para depois ter de partir e assim sucessivamente.

Irra! Que frenesim incontrolável vai nas estradas que servem a capital. Onde está a tão desejada calma que parece ter migrado para bem longe?
Por mais que corramos hoje, amanhã estará a mesma quantidade de trabalho em cima da mesa…

Pandora 2010 (para bem da tua saúde mental (e da minha), vai com calma!)

domingo, 11 de julho de 2010

Hoje é o dia!



"Um dia vou ser Enfermeira... Hoje é o dia!"

Pandora 09/07/2010

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Não fique a ver os comboios a passar...

"Não fique a ver os comboios a passar. Venha daí."
Estou convencida que esta frase foi especialmente feita para mim num certo dia em que cheguei á estação de Sete Rios 30 minutos antes da hora de chegada do Comboio com destino a Setúbal, que parte de hora a hora…o comboio parou á hora marcada e eu fiquei enternecida a admirar as pessoas a entrar ,e simplesmente esqueci-me de embarcar…resumindo, mais uma hora á espera…
Isto há com cada coisa…
Pandora 2010

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Fraca FÉ!

Vagueio pelo mundo com os pés bem assentes no chão, realismo acima de tudo. Penso no surreal e vejo-me intocável por algo inexistente. Anseio por provas concretas (sou uma mulher das ciências) , sem cortinas, sem farsas ...

Talvez sejas a alucinação de milhares de seres que te têm como real sem nunca te palparem... um aplauso pelo mérito que revelas no poder de elevar a força de muitos, alimentando-lhes a esperança mesmo quando esta parece já ter morrido...

Mas enquanto provas não houverem permaneceis oculto aos meus simples sentidos...Quando fizeres brilhar todas as coisas tristes deste mundo talvez a minha fraca fé cresça...

Pandora 2010

sábado, 1 de maio de 2010

Oh God!

"A Igreja Católica quer que o Governo conceda tolerância de ponto ou decrete uma espécie de «feriado» para a altura em que o papa Bento XVI vem a Portugal, em Maio."

Não será dar importância a mais a uma religião?!?
Lá que o senhor venha a Portugal, nada contra...mas qual é a lógica de se exaltar tanto esse simples acontecimento?!

Somos um país onde existem pessoas que praticam as mais variadas religiões, ou que simplesmente não ligam a religiosidades (é o meu caso)...

Já para não falar na discriminação ás demais religiões...se se recordam há uns tempos esteve em Portugal o líder religioso Budista, Dalai Lama, e eu não me recordo de ter sido feriado nesses dias...

Enfim, tanto aparato para quê!... vamos mas é trabalhar que o pais está em crise...e isto é se não queremos perder o 13º mês em troca de certificados de aforro (anda tudo doido)...

Pandora 2010

sábado, 10 de abril de 2010

Tunísia

Há uns tempos atrás escrevi um post “ estranha forma de estar” que representava uma crítica ao comportamento das pessoas durante uma viagem no metro de Lisboa, que mal se falam, mal se olham, mal se comunicam apesar de percorrerem “todos os dias os mesmos caminhos desgastando as mesmas pedras da calçada”.

Pensei que isto se passava em todos os locais do mundo, mas desde que visitei a Tunísia reparei que acontece completamente o oposto, por mais que tentemos ir na nossa vida, isolados do que nos rodeia isso tornava-se literalmente impossível. Posso dizer que nunca fui tão abordada na minha vida, mas tão exageradamente que chega a ser chato. Onde quer que estivesse, na rua, nas lojas, nos transportes, no hotel, na praia, na piscina, toda a gente me falava, nem que fosse apenas para dizer olá.

Não deixa de ser interesse nos primeiros dois dias, dai em diante é extremamente cansativo…apesar deste pormenor e de todas as diferenças culturais comparativamente ao povo Português adorei a experiência.

Pandora 2010

sábado, 20 de fevereiro de 2010

Sr.Adolescente...

Se não se importa passo a descrever:

Humor oscilante, muito oscilante. Um dia eutimico outro dia disfórico; ansioso; ora deprimido ora com um toque exagerado de euforia. Desconheço como descrever o teu estranho estado de ser.
Talvez sejas um descompensamento hormonal intenso que marca uma fase medonha na linha da vida de todos nós…mas que no fundo nos ajuda a crescer.
Todos te compreendem porque por eles já passas-te, mas não deixas de ser um estranho e mimado estado que desconhece o que ambiciona, sente apático as situações extremas e exageradamente o irrelevante, capaz de agir sem reflexão, chorar perante piadas, rir quando existe dor, amar quem te mal trata, desprezar quem te quer bem.
Compreendo-te porque por mim também passas-te, com a intensidade devida…que me fez bem, não nego…
Mas cada vez mais, quando te olho nos Jovens de hoje apetece-me perguntar: Sr. Adolescente, quando é que cresce?
Pandora 2010 (Sr. adolescente, é dessa forma que pretende crescer?)

quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

É só...

...para avisar que tive um NATAL feliz hehehe...


...que o NOVO ANO seja igualmente bom...

Pandora 2009 (o último coiso do ano...)

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Vou-me mazé dedicar á pesca...

Há três mêses que não escrevo...esta vida de estudante de Enfermagem é complicada, consome-me todos os minutinhos...(estamo-nos sempre a queixar, típico do Português...enfim)

 
Tenho andado a reparar que os estudantes são mesmo uns desesperados... mas até dizem umas frases engraçadas quando estão em períodos complicados...

"queria ter tempo ao menos para ir ao WC descansada"

"em pânico..."

"a trabalhar, não me incomódem"

"vou-me atirar a um poço"

"a trabalhar no trabalho grrrrr"

...


O que vale é que no fim corre sempre tudo bem...tanto stress para quê?? Dizem que irrita a pele...


tenham calma jovens... não façam tempestades em copos de água (isto é quase que um auto-conselho...)


Pandora 2009 (parece que tive dois minutos para respirar...ah e para ir ao WC lol)

quinta-feira, 28 de maio de 2009

O que vê Senhora Enfermeira?!?!

.
O que vê Senhora Enfermeira?!?!

Eu sou gente, sou multidão…
.
Gente que sente, que ri e chora, que vê o que tu não vês…
.Sou imaginação hiperbólica semeada em terras férteis…
.
Sou maluco…o que é a loucura senão um estado de ser?!...
.Em mim há sonhos como há em ti…
.Alucinante a loucura que nos deixa ser mais do que aquilo que somos…
....E que por vezes nos aprisiona onde não queremos…
..mergulhada no fascinante mundo da Saúde Mental
.
Pandora 2009

quarta-feira, 15 de abril de 2009

Eu Indefinida

“ Eu não sou eu, nem sou outro. Sou qualquer coisa de intermédio”

...Eu mesma, num balanço equilibrado entre o isto e o aquilo, algures no meio do vulgar e do extraordinário. É um género de amizade secreta com uma certa demência, onde a memória é mantida intacta e misturada com uma pitada de estranheza ou loucura. Dispenso regularidade, oscilo numa bipolaridade de comportamentos entre o eu e o outro, porque eu não sou, vou sendo…

…definições para quê?!
.
Pandora 2009 (pode ser que um dia destes encontre uma imagem para este post)

sexta-feira, 10 de abril de 2009

A Páscoa...

...Não deixa de ser uma altura do ano interessante, principalmente porque estou de férias, mas também é sem dúvida um acontecimento que me põe confusa.
.
Primeiro os coelhos que se lembram de pôr ovos… talvez seja porque as galinhas metem férias nestes dias… se assim for é compreensível. Mas ainda há outra coisa por explicar que também me dá nós na cabeça… mas afinal não devia ser a coelha a pôr os ovos ?!? Pôr ovos é coisa de gaja…digo eu.
.
Depois de tanto acontecimento que ninguém percebe muito bem, ainda há o pormenor dos ovos serem de chocolate, esta não consigo explicar por mais que tente…
.
Outra situação muito interessante desta época é achar-se que os dias são Santos e como tal temos de jejuar e fazer abstinência sexual…não compreendo até que ponto estes actos podem beneficiar o evento.
.
…Ah e tal…dizia o padre no Domingo passado (não é que eu frequente Igrejas mas fui mesmo obrigada a faze-lo…) “ meus filhos a partir de quinta á tarde tentem não comer mais nada…ah! e não se esqueçam da abstinência (sexual ele não disse) ”. Pronto Sr. Padre, espero que passe bem nestes dias de jejum…porque abstinência suponho que já faça o ano inteiro…qualquer coisinha dirija-se ao serviço de urgências que lá estaremos prontinhos para lhe colocar um sorinho glicosado na veia…
.
E é assim a PÁSCOA…
.
Só me resta desejar-vos uns dias muito felizes, não por ser Páscoa, mas porque dias felizes vêm sempre a calhar….

 
Pandora 2009 (com todo o respeito a quem acredita nestas religiosidades)

terça-feira, 24 de março de 2009

Eu ando pelo mundo…

 E presto atenção …

Avisto continentes roubados por um bando de engravatados

Sapateiros de elite de pés descalços pelo chão

E a saúde e a educação, vejo pouco, muito pouco

E aqueles que desviam o dinheiro do meu povo, os ladrões digo eu…
…Mas já nem o dicionário está do meu lado

Enésimos desempregados recém licenciados

Religiões vividas ao extremo por um monte de atrofiados

Ecologistas doentes, a morrer anémicos para preservar as
espécies

Um bando de dementes que só porque falam Inglês acham que podem controlar o mundo…e eu…

…Eu ando pelo mundo…
.
Pandora 2009

sexta-feira, 13 de março de 2009

Só queria...

... acordar sem horas marcadas; deixar o trabalho para quem gosta de trabalhar; correr o mundo sem destino e não gastar um tusto; comer apenas o que gosto; vestir o que quero; andar a altas horas na rua sem sentir medo; ficar horas no banho sem me preocupar com a factura da água; esgotar recursos sem que me apontem o dedo; correr sem nunca me cansar; conhecer o desconhecido; falar sem medo com todos os que por mim passam; dizer tudo o que me apetece sem sofrer represálias; poder viajar no tempo; ler apenas o que me interesa; estudar sem obrigação; beber sem cair; correr riscos sem me arriscar …. Ser livre sem a angústia da opressão determinada por causas incontroláveis..Para quê tanto DETERMINISMO ?!?!?.
Pandora 2009 (grrr...que desespero não ser livre)

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

ECO- insensível? Talvez!!

Neste aquário densamente povoado, onde é proibido respirar para não libertar CO2, onde os motores estão sujos das dejecções constantes por trabalharem só a metade de modo a poupar energia. Nem os mais fortes sobrevivem á opressão das águas turvas e frias das resistências desligadas que tocam as espinhas e as paralisam numa dança lenta de cabeça para baixo, empurrando o corpo adelgaçado em direcção ás pedras lavadas e lambidas por todos e mais alguns que neste cemitério controlado perderam ou perderão a vida.
.
Porque nos ambientes controlados as coisas também se descontrolam... parece mais fácil sobreviver no descontrolo natural da Natureza na qual o homem é peixe espontâneo do que no descontrolo dos ambientes controlados.
.

Sejamos inatos num aquário que também é nosso, e comportemo-nos como os outros animais, seguindo a lei da nossa Natureza, porque a morte é coisa certa … sejamos livres enquanto a espinha tem vivacidade para saltar as paredes de vidro permitindo que mergulhemos noutros mares…

“Porque no universo nada se ganha, nada se perde, tudo se transforma” Lavoisier

Pandora 2009

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Dúvidas existênciais?!?!

.
E se um dia me faltar a INSPIRAÇÃO?
.
...Expira profundamente até não puderes mais....
.
...O corpo reagirá ao ambiente hostil...
.
...Tratará de repor a homeostasia trazendo de volta a INSPIRAÇÃO...
.
...Mesmo antes do colapso dos alvéolos...
.
Pandora 2009

Aos pontapés á Mitologia - Caixa de Pandora + Torre de Babel

Bem lá no alto, pedra após pedra, calhau atrás de calhau…as mãos podres da arduidade do trabalho…
.
...e com que objectivo? com que fundamento um Homem faz tal sacrifício?

- Para chegar ao céu, dizem eles.
- Chegar ao céu para quê?
- Mas olha lá ó Pandora, és sempre assim tão curiosa?

…era uma obra linda, nem Zeus faria melhor...
- Mas não foi Zeus que te criou?!

…eram para lá de muitas dezenas de homens fortes e musculados e mulheres altas e elegantes, uns carregavam cimento e areia, enquanto outros transportavam grandes pedras amareladas e assimétricas. Os pintores, esses a quem foi dado o poder de deixar de boca aberta aqueles que olhavam as paredes até então pálidas e desprovidas de vida, embelezavam com as mais belas pinturas a grandiosa construção que estava perto de chegar ao céu…era lindo ver como todas aquelas pessoas se entendiam perfeitamente trabalhando conjuntamente para atingir um objectivo comum…não é doce?!

Estava cansada só de os ver…tirei do bolso a minha caixa e sentei-me calada, apenas a admirar. A CAIXA! Pois é a caixa…já me esquecia dela...E é verdade sempre fui muito curiosa…talvez por isso não fosse perfeita, mas foi Zeus que quis que assim fosse quando me criou. Ele queria de certo mostrar a todos que nenhum homem pode ser tão perfeito quanto os DEUSES, sempre o ouvi dizer que não é legitimo dar ao Homem sabedoria para além da que merece pois essa será a destruição da espécie.

- E se eu abrisse a caixa?
- Abre, disseram eles ainda mais curiosos do que eu.

…A obra parou e começou tudo a olhar para mim, quase que empurrando as minhas finas mãos em direcção á tampa…julgo que foi aquela energia que os olhos dos Homens depositaram em mim que fizeram com que ela se abrisse.

…Entre tempestades e vendavais, chamas de fogo ardente sobre água límpida fez-se soar o som da maldade que se libertou e espalhou pelo mundo num ápice… no meio de um desespero e de uma vergonha profunda que me imobilizava os braços, enchi-me de força e consegui serrar os lábios malditos da caixa que um dia me havia sido oferecida por ZEUS

Sentei-me novamente e respirei tão fundo que senti o cheiro da terra que dormia debaixo dos meus pés…olhei para a construção quase a tocar o céu e tudo parecia ter parado…os Homens que ali trabalhavam já não se entendiam mais, nem eu os entendia, tinham falas e comportamentos diferentes…parece que Zeus nos deu uma valente lição…

…Limitemo-nos á nossa condição de HUMANOS e usemos o saber que temos em prol da nossa protecção e não para a autodestruição da espécie…

…Felizmente ainda há ESPERANÇA…tenho a sensação da ter deixado dentro da caixa que nunca mais abrirei…

.

Pandora 2009 ( "Quem conta um conto acrescenta um ponto")

sábado, 24 de janeiro de 2009

Faz um desenho...só teu!!

Fecha os olhos e faz um desenho… um desenho só teu!
Não te deixes ofuscar pela cor dos desenhos mal pintados por outras cabeças… simplesmente fecha os olhos e esquece tudo.
.
Faz um desenho sem papel e sem lápis, usa um material ainda não inventado…único!
.
Pinta as profundezas do teu esquecimento; e acredita que mais vale ver a ausência da cor do que um monte de cores impostas pelos outros.
. Não te deixes tropeçar nos desenhos amachucados de outrem. Sê autêntico e desvia-te com classe de rabiscos preexistentes…cria o teu próprio emaranhado de riscos.
.
Põe de lado os rascunhos toscos de cabeças sem conteúdo … que copiam os desenhos de outros, fazendo sempre os mesmos riscos e desgastando as mesmas cores liquidadas, não deixando espaço para novas ideias.
.
Pandora
Pandora 2009 (o meu primeiro texto de 2009)

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

O Futuro é hoje!


Afinal o que é o futuro senão um ambicionado presente repleto de passados.
.

Futuro é hoje, ontem e amanhã, onde os tempos fazem mudar as vontades, mas onde no fundo permanece tudo na mesma. Sempre os mesmos medos, receios e ambições que enchem a vida de sentido e nos levam a continuar a construir o presente com a riqueza do passado para agarrar um futuro grandioso.
.
Pandora 2008

domingo, 31 de agosto de 2008

A Pensar o Abstracto

Discutir, questionar, encontrar hipóteses e não verdades. Procurar responder ás grandes questões da humanidade, sabendo á partida que não chegará a lado algum, mas com a certeza, não muito certa, de arranjar mais hipóteses além das inúmeras já existentes, para chegar a nada.


Não sabe quem é, de onde vem, para onde vai. Desconhece o início e o fim de si mesma, apenas pensa conhecer cada instante, não tendo contudo a certeza da verdade que julga ver e sentir.
Consegue pôr em causa a existência das coisas e até de si própria.


Na verdade “Só sabe que nada sabe” tal como o célebre filósofo Sócrates. Mas é capaz de na vivência da sua existência ou na sua simples vivência da inexistência colocar tudo em causa, defender qualquer ideal quer acredite ou não nele.


Pode ser um bom começo para encontrar o que pensa procurar, ou para ficar cada ver mais confusa.


Pandora 2008 (num momento de pura coisice) - (João este é para ti em homenagem ás nossas discussões até ás 3 da manhã)

domingo, 22 de junho de 2008

Estranha forma de estar!


Pé ante pé, num ritmo muito próprio e diariamente idêntico. Na verdade o seu corpo nunca tomou consciência de tal movimento involuntário que a leva a entrar numa esfera tão familiar e ao mesmo tempo tão nebulosa.
Deixa-se levar pela rotina que os dias parecem ganhar, números e letras já não lê… apenas entra e sai, quase de olhos vendados.
Conhece a face moída de todos os que a rodeiam mas com quem nunca trocou uma única palavra.
Estranha forma de estar! Dentro de uma esfera cheia de nossos semelhantes, que percorrem todos os dias os nossos caminhos desgastando as mesmas pedras da calçada. Poderíamos trocar com eles o relógio que teria exactamente as mesmas horas, minutos e segundos que o nosso… compartilham connosco dia após dia a mesma carruagem…
fazem parte da nossa vida, e no fim não passam de meros desconhecidos tão familiares a palmilhar as linhas do metro mesmo encostados a nós.



Pandora 2008

sexta-feira, 16 de maio de 2008

Há livros fantásticos

Encontrei esta imagem num livro bastante interessante e com ideias fantásticas e resolvi fotografar....digam lá que não está porreiro?!?! Colocar numa perna o saquinho colector de urina bem aconchegado, e na outra perna a batatinha para o jantar. É a combinação perfeita!
Vou passar a levar esta imagem para o Hospital, pode dar jeito numa daquelas sessões de educação para a saúde.
Pandora 2008

quinta-feira, 15 de maio de 2008

Foi ontem….

Leve e pequena, face enrugada e pele vermelha, parecia até daquelas bonecas que vêm em caixas e se oferecem no Natal. Não se recorda bem como foi, mas de repente entrou num mundo em que todos pareciam gigantes, a luz obrigava-a a cerrar os olhos, e a primeira golfada de ar foi até aflitiva.

Afinal não foi ontem….
Já lá vão 20 anos e a boneca cresceu… já não cabe na caixa.
Os gigantes de outrora desapareceram, a luz e o ar já não a incomodam.

Quando olha para trás pensa “ como era bom caber naquela caixa novamente”


Pandora 2008 (numa de nostalgia)

domingo, 13 de abril de 2008

O sentido da Existencia Humana segundo EU


Na tentativa da procura de um sentido para a existência humana, surgiram ao longo dos tempos inúmeras teses, as quais foram defendidas por diferentes filósofos.

Certamente já nos questionámos quanto ao sentido da existência. Já nos colocámos questões do tipo: Mas afinal qual será o objectivo da nossa existência? Para que é que existimos? Será que viemos ao mundo apenas por vir ou teremos algo a cumprir? Se a existência não tem nenhuma finalidade ultima o que é que leva o homem a continuar a lutar por ela?

Há filósofos como por exemplo Camus para o qual a existência é absurda uma vez que não tem um sentido. Para ele mesmo que tentemos dar-lhe um sentido, a morte vem tornar esse sentido absurdo.Para outros filósofos como Epicuro a existência apresenta um sentido, o alcance da felicidade. A filosofia de Epicuro é orientada para a obtenção de prazer e para o evitar da dor, mas para ele a felicidade não diz respeito a um prazer momentâneo, a felicidade diz respeito ao conjunto da nossa vida , logo temos de reflectir muito bem os nossos actos, e não agir de forma a conseguir alcançar o prazer, mas sim de forma a evitar o sofrimento.

Baseando- me nestes dois filósofos com pensamentos completamente diferentes, encontrei eu própria um sentido para a existência humana. Tal como Epicuro eu acredito que a existência apresenta uma finalidade ultima, pois caso contrário o homem como ser pensante apercebendo-se que a sua vida não tinha sentido deixaria de vive-la. Contudo penso que o sentido da existência não é a felicidade, uma vez que a felicidade é algo muito inconstante e incontrolável pelo homem. Aquilo que parece ser a nossa felicidade hoje, pode não sê-lo amanhã, por outro lado existem fenómenos não controláveis que podem pôr em causa aquilo que pensamos ser a felicidade.

Após muito reflectir cheguei á conclusão de que o sentido da existência humana é o atingir do auge intelectual. A mente humana é extremamente poderosa, e quanto mais informação captar mais poderosa fica, podemos perceber que no tempo dos nossos antepassados as suas mentes eram bastante mais limitadas. Sendo o homem um ser curioso teve necessidade de tornar a sua mente cada vez mais forte. Essa necessidade surgiu porque desde o passado o Homem tenta perceber o mundo que o rodeia, essa tentativa continua incessantemente , além disso cada homem tenta sempre superar-se a si próprio, no intuito de atingir o seu auge intelectual . Ele vive na ambição de se tornar cada vez mais poderoso intelectualmente, de forma a poder dominar e entender o mundo que o rodeia. A sociedade não permite que o Homem deixe de ter a ambição de ser mentalmente mais poderoso, por exemplo nas escolas a competição é extremamente elevada, portanto cada um tem sempre o objectivo de superar o outro, pois uma décima na nota pode impossibilitar que sigamos o caminho pretendido.

O homem passa toda a sua vida a tentar superar o poder intelectual do outro, contudo quando pensa que conseguiu, há sempre alguém que o supera, e ai a luta continua. Por exemplo os cientistas, têm sempre como objectivo ser melhores do que os cientistas mais bem conceituados, quando o conseguem, vai passar a haver outros cientistas que os querem superar, e assim sucessivamente. Portanto a mente é o que possibilita que a existência humana tenha um sentido, quanto melhor a conseguir-mos dominar mais poderosos somos e melhor conseguimos compreender o mundo ,os outros e principalmente a nós próprios, aquele que consegue dominar a mente por completo é um génio. Contudo cada um tenta ser cada vez mais poderoso intelectualmente de acordo com as suas capacidades, pois está claro, que por exemplo Albert Einstein tinha a capacidade de atingir um maior poder mental, do que qual quer um de nós, pois ele tinha a facilidade de dominar mais facilmente a sua mente, o que não significa que não possamos vir a ser tão fortes quanto ele.

Também é natural que uma pessoa que sofra de qualquer tipo de deficiência mental apresente uma mente mais limitada, contudo dentro das suas possibilidades ela tenta aperfeiçoa-la, portanto o sentido da sua existência continua a ser o atingir do auge intelectual. Esta luta pela sabedoria é-nos imposta logo desde que nascemos e prolonga-se até à nossa morte. Logo, penso que a existência tem um sentido, mas que esse sentido é limitado pela morte. Camus diz que a existência é absurda uma vez que a morte vai tornar absurda toda a nossa vida dedicada á construção de um sentido, contudo eu penso que a existência tem um sentido, mas que esse sentido é inatingível uma vez que o homem não é imortal, mas isso não me leva a dizer que a ela é absurda uma vez que contribui para que deixemos aos futuros Homens todo o nosso conhecimento, ficando eles com a missão de o continuar a aperfeiçoar. Assim se vai dando a evolução da mente humana.

Tenho pois a firme convicção que unilateralmente ( ser individual) é impossível o atingir do conhecimento pleno, porque a nossa não imortalidade nos bloqueia essa possibilidade, contudo acredito que o conhecimento adquirido ao longo dos séculos pelas diferentes gerações (passadas, presentes e futuras) nos levarão a atingir o tão almejado auge intelectual universal.


Pandora Salvado

Eram duas da manhã....

...e lembrei-me, já que tenho tanta coisa interessante (ou não) para dizer, porque não aproveitar para escrever qualquer coisinha e desenvolver a minha capacidade de escrita?!! E assim foi, criei isto a que todos chamam blog.....

Primeiro! intitulei este espaço onde possivelmente irei escrever umas coisinhas, precisamente de "COISO"...sei que é uma palavra que não diz grande coisa, mas se estiveram com atenção, já a utilizei cerca de seis vezes ao longo deste pequeno texto...deve ter algum significado digo eu....segundo o dicionário da Lingua Portuguesa, esta pequena e jeitosa palavrinha significa nem mais nem menos "coisa cujo nome não ocorre". Se reparerem esta definição quebra uma das regras básicas para se definir algo "nunca descreverás uma palavra, recorrendo á mesma"...ou seja defeinir COISO começando por dizer que é uma COISA.....enfim....Conclusão - o Dicionário não é uma boa referência bibliográfica (as coisas que se aprende num blog!)

Segundo! ....não existe segundo...ups

Terceiro! Toda a minha vida ouvi dizer que um homem para se sentir realizado e para cumprir o seu papel na terra deve fazer três coisas importantissimas, 1º plantar uma árvore, essa já fiz algumas vezes (pena que nenhuma deu frutos.... devia ter regado! :/ ), 2º ter um filho, fica para mais tarde.................. e por último, mas não menos importante, escrever um livro....ora bem os tempos mudaram e esta lengalenga toda não foi actualizada...digam lá se não fazia mais sentido se este último ponto mudasse para: escrever um blog?!! Como tal, e tendo a firme convicção que isto mais dia menos dia muda, começei já a escrever o meu....

Pandora 2008