Ter um blog está definitivamente na moda, nem que seja para escrevermos daquelas coisas que ninguém quer ouvir...bem!!... como eu não ligo muito a essas coisices de moda, devo estar mesmo com necessidade de dizer coisas parvas e que não interessam nem ao menino Jesus :D Vamos lá ver o que sai daqui.

sábado, 10 de abril de 2010

Tunísia

Há uns tempos atrás escrevi um post “ estranha forma de estar” que representava uma crítica ao comportamento das pessoas durante uma viagem no metro de Lisboa, que mal se falam, mal se olham, mal se comunicam apesar de percorrerem “todos os dias os mesmos caminhos desgastando as mesmas pedras da calçada”.

Pensei que isto se passava em todos os locais do mundo, mas desde que visitei a Tunísia reparei que acontece completamente o oposto, por mais que tentemos ir na nossa vida, isolados do que nos rodeia isso tornava-se literalmente impossível. Posso dizer que nunca fui tão abordada na minha vida, mas tão exageradamente que chega a ser chato. Onde quer que estivesse, na rua, nas lojas, nos transportes, no hotel, na praia, na piscina, toda a gente me falava, nem que fosse apenas para dizer olá.

Não deixa de ser interesse nos primeiros dois dias, dai em diante é extremamente cansativo…apesar deste pormenor e de todas as diferenças culturais comparativamente ao povo Português adorei a experiência.

Pandora 2010

2 comentários:

Sara C. Rodrigues disse...

Olá Pandora =) Só há pouco vi que tinhas deixado um comentário no meu blog, diga-se com sinceridade, há imensooooo tempo...

Tenho estado um pouco away daquele meu espaço, devido a outras prioridades... Mas respondi-te =)

Vou estar atenta às tuas publicações =)

Quanto a este Post, é realmente maravilhoso termos contacto com outras culturas, outras pessoas e outras sociedades... Fazem-nos crescer e evoluir... Alargar os nossos horizontes e perceber o quanto pequenos somos por vezes e o quão grandes nos conseguimos tornar =)

É muito interessante =)

Beijinho

Sara C. Rodrigues

AlexB disse...

Pois é minha querida sobrinha, fico contente por teres iniciado a tua conquista do mundo!
Sabes como eu amo viajar, não sei viver sem isso, corre-me na veia! Tal como eu vais encontrar em cada canto do mundo uma forma diferente de estar, de ser, de comunicar!
Nem sempre vais gostar, o importante é que assimiles e que procures em cada povo traços comuns e traços diferentes,coisas boas e menos boas, respeitando essas diferenças! Isso quer dizer que estás a crescer, estás a aprender, estás a absorver cultura e que acima de tudo estás a alargar os teus horizontes!
Viaja sempre que puderes, pois acredito que a nossa riqueza está em tudo o que a nossa memória sensorial consegue arquivar sobre o mundo, que não se resume à nossa casa, cidade ou país! Cresce.